Prémio CES
Para jovens cientistas sociais de língua portuguesa
Prémio CES para Jovens Cientistas Sociais de Língua Portuguesa 
Alexandre Marcussi vence 10.ª edição do Prémio CES
Julho de 2017

O Júri da 10ª edição do Prémio CES para Jovens Cientistas Sociais de Língua Portuguesa, constituído por Cristiana Bastos (Instituto de Ciências Sociais), José Castiano (Universidade Pedagógica de Moçambique), José Neves (Universidade Nova de Lisboa) e Nilma Gomes (Universidade Federal de Minas Gerais), presidido pelo Diretor do CES, Boaventura de Sousa Santos, elegeu como vencedor, por unanimidade:

Alexandre Marcussi com o trabalho Cativeiro e Cura - Experiências religiosas da escravidão atlântica nos  calundus de Luzia Pinta, séculos XVII-XVIII

O júri deliberou ainda atribuir 3 menções honrosas aos seguintes trabalhos:
- O Serviço Doméstico Sob Os Holofotes Públicos: alterações na articulação entre trabalho produtivo e reprodutivo no Brasil de Alexandre Fraga
- Crise, austeridade e ação coletiva: experiências de aprendizagem crítica com Teatro do Oprimido de Inês Barbosa
- A Formação do Precariado. Transformações no Trabalho e Mobilizações de Precários em Portugal de José Soeiro

No valor de 5.000,00 Euros, esta 10.ª edição do Prémio CES é financiada pela Fundação Calouste Gulbenkian.

 

Sobre o Prémio
O Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra criou, em 1999, um prémio de atribuição bienal destinado a jovens investigadores/as (até 35 anos) de Países de Língua Portuguesa. O Prémio CES visa galardoar trabalhos de elevada qualidade no domínio das ciências sociais e das humanidades. Um dos objetivos principais é o de promover o reconhecimento de estudos que contribuam, pelo seu excecional mérito, para o desenvolvimento das comunidades científicas de língua portuguesa. O domínio das ciências sociais é entendido em sentido amplo.

 

> Imprimir esta página    > notícias relacionadas