PT | EN | ES
Perguntas frequentes

Epistemologias do Sul V 

24 de junho a 2 de julho de 2019, Curia (Portugal)

1. Quem pode participar?

As candidaturas estão abertas a todos/as os/as que estejam disponíveis para participar num espaço desafiante de aprendizagens mútuas com o horizonte da descolonização do pensamento e da luta contra o capitalismo, o colonialismo e o patriarcado. Espera-se a constituição de um grupo heterogéneo, composto por académicos/as de áreas diversas, artistas e outros/as profissionais, estudantes e ativistas, com origem em diversas partes do mundo. Valoriza-se o envolvimento dos/as participantes com movimentos sociais ou outras formas de ativismo ou luta social.

2. Quais as línguas de trabalho da Escola de Verão?

Mesmo reconhecendo as dificuldades operacionais da diversidade linguística, a Escola de Verão recusa a hegemonia da língua única e as exclusões que promove, estando aberta à participação dos/as falantes de português ou espanhol ou inglês. A tradução será parcialmente assegurada por tradutores/as profissionais. Nos momentos em que tal não seja possível, irá apelar-se à responsabilidade partilhada dos participantes que possam ajudar na tradução. Os/as professores/as estarão disponíveis para colaborar. 

3. Os/as participantes terão antecipadamente acesso ao material de leitura da Escola de Verão?

Sim. Pelo menos um mês antes do início do curso, os materiais de leitura serão disponibilizados por via eletrónica.

4.Onde e quando terá lugar a Escola de Verão?

A Escola de Verão terá lugar entre os dias 24 de junho e 2 de julho, 2019, no Hotel das Termas - Curia, Termas, Spa & Golf, localizado na Curia, a cerca de 30km de Coimbra, Portugal.Na região centro de Portugal, com o parque natural como paisagem, este é um cenário perfeito para uma semana simultaneamente intensa e tranquila de aprendizagens e enriquecimentos mútuos.

Para mais informações, ver Local da Escola de Verão.

5. Onde ficarão alojados os participantes da Escola de Verão?

Os/as participantes ficarão alojados, em quarto partilhado, no Hotel das Termas - Curia, Termas, Spa & Golf, a cerca de 30km de Coimbra, Portugal.  A organização prevê o alojamento dos/as participantes em quartos duplos. Os quartos são espaçosos, dispõem de duas camas, e são confortáveis para duas pessoas. Se nos for expressamente solicitado alojamento em quarto individual, caso exista disponibilidade no hotel, faremos marcação em quarto individual. Note que, nesse caso, ser-lhe-á cobrado uma taxa extra de 300 euros. Para mais informações, ver Local da Escola de Verão.

6. Os/as participantes terão acesso a internet durante a Escola de Verão?

Sim, o Hotel das Termas - Curia, Termas, Spa & Golf, dispõe de rede sem fios.

7. Os/as participantes da Escola de Verão receberão um certificado de participação?

Sim. Todos/as os/as participantes terão direito a um certificado de participação.

8. Até quando é possível apresentar candidaturas e qual a data limite para pagamento?

As candidaturas decorrem até 28 de fevereiro de 2019. Até ao dia 20 de abril de 2019, os/as candidatos/as aceites deverão proceder ao pagamento de um depósito no valor de 100€. Se completarem o pagamento até ao dia 1 de maio de 2019, beneficiam de uma taxa reduzida. A data limite para pagamento é o dia 1 de maio de 2018 (inscrição antecipada) ou 1 de junho (inscrição tardia, com custos acrescidos).
Para mais informações, ver candidatura, inscrição e propina e datas importantes.

9. A propina inclui alojamento?

Sim. A propina/taxa de inscrição inclui a participação em todas as atividades da Escola de Verão; alojamento em quarto partilhado; pequenos-almoços, almoços e jantares; lanches; materiais de leitura e o transporte de Coimbra para a Curia. A propina não inclui a viagem para Coimbra. A organização prevê o alojamento dos/as participantes em quartos duplos. Os quartos são espaçosos, dispõem de duas camas, e são confortáveis para duas pessoas. Se nos for expressamente solicitado alojamento em quarto individual, caso exista disponibilidade no hotel, faremos marcação em quarto individual. Note que, nesse caso, ser-lhe-á cobrado uma taxa extra de 375 euros. Veja Candidatura, inscrição e propina.

10. A propina inclui refeições?

Sim. A propina inclui a participação nos seminários; alojamento em quarto partilhado; pequenos-almoços, almoços e jantares nos dias de aulas; lanches; materiais de leitura e o transporte de Coimbra para a Curia. A propina não inclui a viagem para Coimbra. Veja Candidatura, inscrição e propina.

11. Ao efetuarem a inscrição e o pagamento, os/as participantes recebem uma confirmação?

Sim. Quando procedem ao registo, receberão a confirmação com a informação para procederem ao pagamento. Assim que concluírem o pagamento, recebem uma confirmação da transação.

12. Os/as participantes podem solicitar documentação para efeitos de visto ou fundos de apoio?

A comissão organizadora não ficará responsável pela obtenção de vistos ou fundos de apoio. No entanto, está disponível para prestar apoio aos/às participantes. Os/as participantes podem solicitar à organização documentos necessários para a viagem ou obtenção de fundos, nomeadamente cartas e/ou certificados. Para qualquer questão relacionada com estes assuntos, por favor contacte-nos: alicesummerschool@ces.uc.pt .

13. É necessário obter  um seguro de viagem?

Cada participante deve estar coberto por um seguro de acidentes pessoais, incluindo assistência médica em caso de emergência. Recomendamos que adquira também um seguro de viagem. Por favor, note que deve trazer as suas apólices consigo.

14. Para onde vai o valor da propina?

A Escola de Verão é autofinanciada e não gera lucro. O valor da inscrição é usado para assegurar a cada participante alojamento em quarto partilhado no hotel das termas da Curia; pequenos-almoços, lanches, almoços e jantares durante todo o curso; materiais de leitura e outros materiais usados nas oficinas; transporte ida e volta Coimbra-Curia.  O dinheiro das inscrições permite, ainda, financiar 4 bolsas para participantes sem condição económica para comportar o preço da inscrição, um mecanismo de ação afirmativa; bem como o alojamento e os honorários dos/as coordenadores/as de oficinas convidadas/os. Cobre, ainda as despesas de alojamento e alimentação das/os organizadoras/os da escola e dos/as formadores/as do CES, que não recebem qualquer honorário.
 
15. Porquê na Curia?

A Curia, perto de Coimbra, com o parque natural como paisagem, é um cenário que permite nove dias simultaneamente intensos e tranquilos de aprendizagens e enriquecimentos mútuos. As termas tiveram o seu período áureo entre as décadas de 1920 e 1950, após esse período o turismo termal foi decaindo levando ao encerramento de serviços e à progressiva decadência de muitas das instalações existentes. A presença anual da Escola de Verão na Curia é também uma forma de contribuir para uma economia local frágil de que dependem muitas/os trabalhadores/as. O hotel onde a Escola de Verão ficará instalada acolhe muitos estudantes de hotelaria em formação e garante tranquilidade e preços que seriam impraticáveis num contexto urbano.   

CONTACTO

alicesummerschool@ces.uc.pt 

+351 239855570 (Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra)

 

 

editar
    
Compete 2020 FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia POVT - Programa Operacional Temático Valorização do Território Universidade de Coimbra