You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
Oficina
Trauma: diferentes olhares, o mesmo conceito? (2.ª parte)
13 de novembro de 2021, 14h00-18h00 (GMT)
Evento em formato digital

APRESENTAÇÃO

1.º Módulo do IV Curso de Psicotraumatologia do Observatório do Trauma/CES-UC.

Conteúdos: As diferentes leituras do conceito de trauma psicológico. Especificamente:

- Fornece aos formandos conhecimentos e diferentes perspetivas do conceito de trauma, incluindo o conceito de trauma psicológico;
- Incentiva, na área de trauma psicológico, a aprendizagem de terminologias e práticas de ação comum, com base em evidências científicas;
- Diferentes leituras do conceito de Trauma Psicológico;
A perspetiva de diferentes profissionais certamente contribui para um aumento dos saberes multidisciplinares daqueles que pretendem especializar os seus conhecimentos na área da psicotraumatologia.

Cada formador faz uma apresentação de cerca de 60 minutos, acrescidos de 30 minutos destinados à discussão.


Formadores/as: 
António Sousa Ribeiro
(Professor catedrático aposentado FLUC; Diretor CES); Jorge Câmara (Psiquiatra; Psicanalista da Sociedade Portuguesa de Psicanálise); Luísa Branco Vicente (Psiquiatra; Presidente da Sociedade Portuguesa de Psicanálise).
 

Programa

14h00 | António Sousa Ribeiro, “Trauma: silêncios e discursos na experiência do século XX”

15h45 | Intervalo

16h00
Luísa Branco Vicente, “Trauma – entre o silenciado e o desmentido – o inelaborável”.
Jorge Câmara, “Na cicatriz do trauma – psicanálise e contemporaneidade”.


[As inscrições após as 18h00 de 12 DE NOVEMBRO deverão ser efetuadas através do envio de email para observatoriodotrauma@ces.uc.pt ]

NOTAS BIOGRÁFICAS

António Sousa Ribeiro
É diretor do Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra, desde abril de 2019. É professor catedrático aposentado do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.
Entre 1991 e 2008, foi responsável pela Revista Crítica de Ciências Sociais. É co-coordenador do programa de doutoramento em Pós-Colonialismos e Cidadania Global. Ao longo da sua trajetória de docente e investigador, exerceu diversos cargos, incluindo os de presidente do Conselho Científico da Faculdade de Letras (2000-2002) e diretor do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da Faculdade de Letras (2009-2011). No CES, foi presidente do Conselho Científico (2003-2007) e coordenador da direção (2014-2019).
Tem publicado extensamente sobre temas de literatura de expressão alemã (com especial incidência em Karl Kraus e na modernidade vienense), literatura comparada, teoria literária, estudos culturais, estudos pós-coloniais e sociologia da cultura. Entre as suas atuais áreas de interesse, destacam-se os estudos sobre literaturas e culturas de expressão alemã, a literatura comparada, os estudos pós-coloniais, os estudos de tradução, os estudos sobre o Modernismo e estudos sobre temas de violência, cultura e identidades. Dedica-se também à tradução literária, tendo-lhe sido atribuído o Prémio Nacional de Tradução 2017.

Jorge Câmara
Psicanalista membro associado da Sociedade Portuguesa de Psicanálise (SPP). É responsável pela formação dos candidatos da SPP no seminário temático obrigatório das “Psicoses”. Formador na SPP no Seminário de Psicoterapia Psicanalítica e psicopatologia psicanalítica das psicoses. Formador no seminário opcional sobre a obra de Ferenczi. Faz parte do Grupo fundador da COWAP - SPP, tendo apresentado trabalho clínico.
Tem colaborado nas atividades científicas, em congressos e nas atividades institucionais formativas no IP, IFTP, SPP e outras sociedades psicanalíticas filiadas na IPA. Membro da Société Européenne pour la Psychanalyse de l’Enfant et de l’Adolescent. Tem intervindo em conferencias e supervisões clínicas.
É Psicodramatista da Sociedade Portuguesa de Psicodrama. Fez formação em terapia familiar sistémica.
Foi sócio da Associação para o Planeamento da Família. Sócio Fundador da Associação pela Saúde dos Adolescentes (ASA), onde foi Secretário da Mesa da Assembleia Geral. Fundador da Associação Nacional de Intervenientes em Toxicodependência (ANIT). Direção da Developmind - Associação de intervenção na área da juventude e adolescência. Foi membro da direção do colégio de especialidade de Psiquiatria da Ordem dos Médicos de 2006 a 2012. Na Sociedade portuguesa de Psiquiatria e Saúde Mental, foi membro fundador, em 12 de novembro de 2016, da secção de Psico-Oncologia. Foi formador convidado nos seminários – “narcisismo” e “neurociências” da Sociedade Portuguesa de Psicologia Clínica. Foi membro da direção do colégio de especialidade de Psiquiatria da Ordem dos Médicos (2006 a 2012). Fundador da Sociedade Portuguesa de Psicossomática e Presidente Adjunto da Sociedade Portuguesa de Psicossomática até 2014. Membro da ISFN – “International Sandor Ferenczi Network”. Membro Fundador “Groupe de Recherche International - Psychanalyse en Mediterranée"- IPA. Convidado para membro fundador of EPF ad hoc group on HS "2"- temática das Homossexualidades em processo de resolução.

Luísa Branco Vicente
Médica com as especialidades de Psiquiatria e Pedopsiquiatria. Doutorada em Psiquiatria e Saúde Mental pela Faculdade de Medicina de Lisboa. Presidente da Direção da Sociedade Portuguesa de Psicanálise. Vice-Presidente da Direção da Sociedade Portuguesa de Psicodrama Psicanalítico de Grupo (Sócia Fundadora). Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Sociedade Portuguesa de Psicossomática (Sócia Fundadora). Full Member: IPA; EPF; FEPTO; IAGP.
Membro da Comissão Científica do Observatório Nacional de Violência e Género. Investigadora e Coordenadora de Projetos de Investigação em áreas de Medicina, Psicanálise e Saúde Mental (Génese da Violência, Violência de Género e Maus-tratos na Infância e na Adolescência). Atualmente faz parte projeto de investigação: "O impacto da COVID-19 na Violência contra as Mulheres". (CICS.NOVA/ONVG). Coautora de diversos livros e autora de artigos científicos em revistas nacionais e internacionais.