You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.

Apresentação

O Observatório do Trauma/CES resultou da evolução do Centro de Trauma, uma unidade do CES fundada a 25 de Junho de 2009. Em Setembro de 2020 o Conselho Científico do CES considerou que o trabalho que esta unidade vinha desenvolvendo se integrava, de forma cabal, nos critérios inerentes a um Observatório CES e atribuiu-lhe o estatuto e a designação de Observatório do Trauma do Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra. O Observatório do Trauma é atualmente coordenado pela psiquiatra Luísa Sales.

Pretende promover e difundir o conhecimento sobre a prevenção e a intervenção no Trauma Psicológico em situações de crise, desastre ou catástrofe, bem como colaborar com instituições envolvidas nestes cenários, propondo-se como fórum de debate e de partilha dos diferentes saberes no âmbito do Trauma psicológico.

O Observatório do Trauma é membro da Sociedade Europeia para os Estudos do Stress Traumático (European Society For Traumatic Stress Studies - ESTSS) e integra o seu Board of Directors.

Organização

Coordenação
É responsável por todas as atividades do Observatório do Trauma e pela representação externa.

Equipa Nuclear
É composta pelos investigadores permanentes, investigadores associados e investigadores juniores. São investigadores permanentes aqueles que desenvolvem funções continuadas nos domínios do Observatório do Trauma. São investigadores associados aqueles que, por convite, desenvolvam funções nos domínios do Observatório do Trauma. São investigadores juniores aqueles que, por via de projetos de investigação ou de outras atividades, integram temporariamente a equipa nuclear do Observatório do Trauma. A equipa nuclear é responsável pelo desenvolvimento de todas as atividades do Observatório do Trauma.

Secretariado
É responsável pela organização administrativa das atividades do Observatório do Trauma.

Instituições Parceiras
É instituição parceira do Observatório do Trauma a instituição/associação com a qual foi celebrado um protocolo de colaboração. A natureza da colaboração entre o Observatório do Trauma e a instituição parceira encontra-se definida em protocolo próprio. Cada instituição parceira deve nomear dois representantes permanentes que participem nas reuniões do Conselho Científico do Observatório do Trauma, bem como nas restantes atividades regulares previstas no âmbito dos protocolos. Às instituições parceiras pede-se igualmente que estimulem a adesão de associados ao Observatório do Trauma.

Conselho Científico
O Conselho Científico delibera sobre assuntos relacionados com as atividades do Observatório do Trauma. Constituem o Conselho Científico os membros da coordenação, os investigadores permanentes, os representantes permanentes das Instituições parceiras e outros associados de reconhecido mérito.

Comissão Científica Externa
Integram a Comissão Científica Externa personalidades que, por convite, pela sua idoneidade e reconhecido mérito científico e profissional, possam contribuir para os objetivos do Centro de Trauma, ajudando a definir as suas linhas estratégicas.

Organigrama

Equipa

Luísa Sales

Coordenadora

Aida Dias

Investigadora-associada CES

Diana Andringa

Investigadora-associada CES

Guida Manuel

Investigadora Colaboradora

Joana Becker

Investigadora-associada CES

Joana Sousa Ribeiro

Investigadora-associada CES

João Veloso

Investigador Colaborador

Margarida Figueiredo

Investigadora Colaboradora

Susana Gouveia

Investigadora Colaboradora

 

 

 

 

O Bruno Brito foi- se embora.

O nosso amigo Bruno, investigador associado do Centro de Trauma do CES, parceiro de muitos anos na procura das melhores respostas ao sofrimento traumático, foi-se embora hoje.

O Bruno, camarada sempre presente na luta pelo reconhecimento da Psicotraumatologia como entidade autónoma, morreu hoje.

Fica-nos o exemplo, ficam-nos as memórias.

O seu entusiasmo, a sua dedicação, o seu empenho em aliar o conhecimento prático à reflexão teórica, são exemplos que não deixaremos para trás.

O seu proverbial otimismo, o seu gosto pela vida, a sua capacidade de luta manter-se-ão como estímulos constantes nas nossas memórias.

Luísa Sales

Coordenadora do Centro de Trauma /CES

23/ 5 / 2020

Adesão

Benefícios

 

1. Os associados (as) do Observatório do Trauma terão acesso privilegiado:

    • A uma rede alargada de debate acerca do Trauma Psicológico.
    • A informação e bibliografia seleccionada sobre o Trauma Psicológico.
    • A uma rede nacional e internacional de formação e investigação científica.
    • A profissionais de distintas áreas interdisciplinares de investigação e formação próximas do Trauma Psicológico.

 

2. Enquanto sociedade membro da Sociedade Europeia para os Estudos do Stress Traumático (European Society for Traumatic Stress Studies — ESTSS), a adesão ao Observatório do Trauma, confere a filiação directa dos seus associados(as) na ESTSS.

 

3. Como associados(as) da ESTSS terão direito a:

    • Acesso privilegiado à formação necessária para obter o Certificado Geral em Psicotraumatologia da ESTSS.
    • Receber o European Trauma Bulletin.
    • Participar nos grupos de trabalho da ESTSS.
    • Pleno acesso ao website da ESTSS.
    • Acesso a uma ampla rede de profissionais em Psicotraumatologia.
    • Descontos nas taxas de inscrição nas conferências e workshops da ESTSS.
    • Acesso ao boletim trimestral do/a Presidente da ESTSS.
    • Direito ao voto nas eleições da ESTSS.
    • Descontos na assinatura do Journal of Traumatic Stress.

Quotas

 

1. Os Associados Parceiros (consultar aqui entidades parceiras do Observatório do Trauma) estão sujeitos ao pagamento de uma quota anual individual no valor de 17 Euros.
2. Os Associados Individuais estão sujeitos ao pagamento de uma quota anual no valor de 27 Euros.

 

Os valores das quotas poderão ser revistos anualmente.

 

 

 

* IMPORTANTE:

 

  • Formulário on-line: para ser submetido correctamente e aceite pelo sistema é necessário que todos os campos sejam preenchidos (para aqueles que não se aplicam a sua situação, por favor, preencha por exemplo: com um - , x, n.a ou outros caracteres). 

 

  • Formulário PDF para envio posterior: indicado apenas para situações pontuais. Aconselhamos o preenchimento do formulário on-line, por ser mais prático, rápido e sem envolver despesas de envio. 

 

 

Formulário de Adesão


  Download do Formulário de Adesão ao Observatório do Trauma