Marcilio Medeiros


Nota biográfica

Mestre em Saúde Pública, Especialista em Vigilância da Saúde e Graduação em Geografia Humana. Desde 2006 é Pesquisador Assistente do Instituto Leônidas e Maria Deane, unidade técnica-científica da Fundação Oswaldo Cruz na Amazônia, onde atual no Laboratório de Saúde Ambiente Sustentabilidade e Saúde na Amazônia. Desenvolveu pesquisa e assessoria técnica nos três âmbitos do governo (municipal, estadual e federal) em instituições de ensino, pesquisa e serviço público. Destaques na área de pesquisa: (i) as estratégias de sobrevivência dos sertanejos pernambucanos no âmbito do sistema agroflorestal; (ii) os impactos na saúde das populações provenientes de poluição ambiental por extração de gesso no semi-árido nordestino; (iii) e o custo das doenças fortemente atribuível a fatores ambiental em Manaus. Destaque na área formação: coordena curso de Especialização em Vigilância em Saúde Ambiental na Amazônia Brasileira. Destaque na assistência técnica: consultor pela OPAS do projeto de Estruturação da Vigilância em Saúde nos municípios brasileiros do Ministério da Saúde. Atualmente desenvolve pesquisa de doutoramento no Programa Democracia do Século XXI do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra sobre a supervisão da Stefania Barca. A pesquisa de doutorado objetiva analisar a prestação da atenção à saúde pelo município e a proteção ambiental de forma compartilhada pelo Estado com uma organização pública não estatal no atendimento das necessidades em saúde e suas repercussões sobre a reprodução social da saúde das comunidades ribeirinhas que habitam em Unidades de Conservação Ambiental na Amazônia Brasileira.