Investigadores/as Visitantes

O título de investigador/a visitante é atribuído ao investigador que desenvolva períodos de permanência no Centro de Estudos Sociais com o objetivo de desenvolver atividades de investigação e de reforço da cooperação interinstitucional, independentemente da duração da mesma.

Bita Ghafoori

No CES entre 9 e 31 de outubro de 2017 ao abrigo do programa Fulbright Specialist Portugal, Bita Ghafoori é Psicóloga Clínica, Docente de Aconselhamento Psicológico na California State University (CSULB), Diretora do CSULB Long Beach Trauma Recovery Center e Coordenadora do Programa de Terapia Familiar e Matrimonial. É especialista nas áreas de prevenção e intervenção em grupos culturalmente sensíveis e expostos a trauma, nos cuidados informados e pesquisa em serviços de saúde mental. Particularmente interessada na saúde comportamental, nas disparidades e equidades na saúde, na implementação da ciência e nos determinantes socioculturais da saúde mental com foco na promoção da saúde mental. A sua investigação abrange estudos sobre adaptação psicossocial ao crime, violência e desastres; modelos culturais de doenças mentais e utilização de serviços; além da disseminação e implementação de práticas baseadas em evidências para a prestação de serviços de saúde mental a adultos expostos a trauma e a populações carenciadas. O seu trabalho tem sido financiado pelos Institutos Nacionais de Saúde Mental, os Institutos Nacionais de Justiça, o Estado da Califórnia, a Califórnia Endowment e a Dignity Health Foundation. Atualmente o seu trabalho de investigação engloba a disseminação, implementação e eficácia dos serviços de saúde mental para crianças, adolescentes e adultos focados no trauma e no acesso a serviços de saúde mental por parte das populações mais vulneráveis. Ao longo da sua estadia no CES participará em diversas atividades relacionadas com o trauma psicológico e o tráfico de seres humanos, como o seminário “Mission impossible? A culturally informed approach to trauma informed care”, o modulo inaugural do Curso de Formação em Psicotraumatologia do Centro de Trauma (CES-UC), entre outros eventos.

Claudia Teresa Vieira de Souza

No CES entre 23 de novembro e 5 de dezembro de 2017 a convite do NECES, Claudia Teresa Vieira de Souza é doutorada em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública/Fiocruz- Área de concentração: Epidemiologia Geral (2001). É pesquisadora titular em Saúde Pública da Fiocruz. Atualmente é Chefe do Laboratório de Pesquisa em Epidemiologia e Determinação Social da Saúde do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas/Fiocruz, membro do corpo docente do programa de Pós-Graduação em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas e da Pós-Graduação em Ensino em Biociências e Saúde do Instituto Oswaldo Cruz/Fiocruz. É membro efetivo do Comitê de Ética e Pesquisa do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas/Fiocruz. É coordenadora de projetos de pesquisa em Saúde Coletiva e da Comissão de Projetos Sociais do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas/Fiocruz. Tem experiência na área de Saúde Pública, em Determinação Social da Saúde, Epidemiologia, Pesquisa Clínica, Promoção da Saúde e Prevenção das Doenças Infecciosas e outros Agravos à Saúde, Tecnologia Inovadoras em Saúde, Educação em Saúde e Ambiente, Divulgação e Popularização da ciência, Ensino Formal e Não Formal em Biociências e Saúde. Ao longo da sua estadia no CES levará a cabo atividades no âmbito do seu projeto “Plataforma de saberes: envolvimento e participação da comunidade em ações de difusão e popularização da ciência para a promoção da saúde”.

Haydée Caruso

No CES entre 15 de setembro de 2017 e 1 de abril de 2018 a convite do NHUMEP, Haydée Caruso é Professora Adjunta II do Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília. Foi Coordenadora da Licenciatura em Ciências Sociais na mesma Universidade, no período de 2013 a 2015. Atualmente coordena o Laboratório de Ensino de Sociologia Lélia Gonzalez. É Doutorada (2009) e Mestre (2004) em Antropologia pela Universidade Federal Fluminense. É pós-graduada em Políticas Públicas de Justiça Criminal e Segurança Pública (2001) e licenciada em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999). Atua nas áreas de Sociologia da Violência, Antropologia Urbana, Antropologia do Direito, com ênfase nos seguintes temas: segurança pública, justiça criminal, administração institucional de conflitos, espaço público, formação policial e cultura policial. Foi servidora do Ministério da Justiça onde coordenou a Rede Nacional de Altos Estudos em Segurança Pública - RENAESP. É Conselheira do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (2015-2017) e membro fundador da Rede Latino-americana de Policiais e Sociedade Civil. Integra o Observatório do Crime Organizado para América Latina e Caribe, coordenado pela Fundação Friedrich Ebert. É investigadora do Núcleo de Estudos sobre Violência e Segurança - NEVIS da UnB e investigadora associada do Instituto de Estudos Comparados em Administração Institucional de Conflitos (INCT-INEAC) da Universidade Federal Fluminense. Em 2014 recebeu o reconhecimento do UNLIREC- Centro Regional de las Naciones Unidas para la Paz, el Desarme y el Desarrollo en América Latina y el Caribe pela sua contribuição como agente de mudança nos temas de segurança pública e desarmamento no Brasil. Entre 2015 e 2016 Integrou a equipa de especialistas que elaborou a 1ª e 2ª versões do componente de Sociologia da Base Nacional Comum Curricular - BNCC para a Educação Básica. Ao longo da sua estadia no CES levará a cabo o projeto “Interações, Tensões e Conflitos: um estudo sobre a relação entre jovens e policiais numa perspectiva comparada entre Brasil e Portugal”.

José Candón Mena

No CES entre 18 de outubro de 2017 e 31 de janeiro de 2018 a convite do POSTRADE, José Candón Mena é doutorado em Ciências da Comunicação e Sociologia pela Universidad Complutense de Madrid. É membro do Grupo Interdisciplinario de Estudios en Comunicación, Política y Cambio Social (COMPOLITICAS), da Red de Investigación en Comunicación Comunitaria, Alternativa y Participativa (RICCAP) e da Red Tecnopolítica: Redes, Poder y Acción Colectiva. Ao longo da sua estadia de investigação no CES levará a cabo um estudo comparativo acerca do uso das tecnologias de informação e comunicação em processos de mobilização social e eleitorais em Espanha e Portugal.