Apresentação de livro

«O fim do império cognitivo» de Boaventura de Sousa Santos

12 de abril de 2019, 19h00

Livraria Almedina Estádio (Coimbra)

Sinopse

Neste livro o autor desenvolve o seu conceito de «Epistemologias do Sul», delineando um universo teórico, metodológico e pedagógico que desafia o domínio do pensamento eurocêntrico. À semelhança de uma coleção de conhecimentos oriundos das experiências de povos marginalizados que resistem ativamente ao capitalismo, ao colonialismo e ao patriarcalismo, as Epistemologias do Sul representam assim formas de conhecimento que são geralmente desacreditadas, apagadas e ignoradas pelas culturas dominantes do Norte global. Observando o declínio da eficácia das soluções sociais e políticas estabelecidas para combater a desigualdade e a discriminação, Boaventura de Sousa Santos sugere que a justiça global só pode existir através de uma mudança epistemológica que garanta a justiça cognitiva. Esta mudança cria novas estratégias alternativas de mobilização política e ativismo, fornecendo aos grupos sociais oprimidos os meios pelos quais representariam o mundo nos seus próprios termos.

Apresentação por Hjalmar Joffre-Eichhorn e Jessica Morris (Doutorandos CES)


Nota biográfica do autor

Boaventura de Sousa Santos nasceu em Coimbra, a 15 de Novembro de 1940. É Doutorado em Sociologia do Direito pela Universidade de Yale (1973), Professor Catedrático Jubilado da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e Distinguished Legal Scholar da Universidade de Wisconsin-Madison.

É Director do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e Coordenador Científico do Observatório Permanente da Justiça Portuguesa.

Temas de pesquisa: Epistemologia, sociologia do direito, teoria pós-colonial, democracia, interculturalidade, globalização, movimentos sociais, direitos humanos.

Os seus livros têm sido publicados em português, inglês, italiano, espanhol, alemão, francês e chinês.