António Pinto Ribeiro


Nota biográfica

António Pinto Ribeiro é licenciado em Filosofia (1980, UCL), Mestre em Ciências da Comunicação (1995, UNL), Doutorado em Estudos de Cultura (2015, UCL). Leccionou em várias Universidades Portuguesas e Estrangeiras. Foi diretor artístico e curador responsável em várias instituições culturais portuguesas, nomeadamente da Culturgest e da Fundação Calouste Gulbenkian. Foi comissário geral de "Passado e Presente - Lisboa Capital Ibero-Americana da Cultura 2017". Os seus principais interesses de investigação desenvolvem-se na área da arte contemporânea, especificamente africanas e sul-americanas. Das suas dezasseis publicações em livro destacam-se: "África os quatro rios - A representação de África através da literatura de viagens europeia e norteamericana" (2017), Peut-on décolonizer les musées? (2019). Como editor destaca: "A urgência da Teoria" (2007), "Lições, I e II" (2008), "O Desejo de Viver em Comum" (2018).


Últimas Publicações

Livro

Pinto Ribeiro, António (2020), Podemos descolonizar los Museos?. Bogotá: Ediciones Vestigio

Ler mais

Capítulo em Livro

Pinto Ribeiro, António (2020), Uma outra necessidade cultural. O contacto com o luxo, in José Soares Neves e Clara Frayão Camacho (org.), Nos 50 anos de L'Amour de L'Art, Dívidas, Críticas e Desafios.. Editora Mundos Sociais, 11-17

Artigo em Revista Científica

Ribeiro, Margarida Calafate; Pinto Ribeiro, António (2020), "La restitution des oeuvres d'art : un pas décisif dans le processus de décolonisation", Memoires en Jeu, Junho, 1-8

Ler mais