Júlia Garraio


Nota biográfica

Júlia Garraio é investigadora do Centro de Estudos Sociais, onde integra o Núcleo de Humanidades, Migrações e Estudos para a Paz (NHUMEP). Violência, memória, identidade, discurso e representação são conceitos essenciais no seu trabalho. Grande parte da sua investigação, das suas atividades e publicações foi dedicada à literatura e à cultura alemã do século XX. Na sua dissertação de doutoramento estudou a obra do poeta alemão Günter Eich (1907-1972). O seu projeto de pós-doutoramento debruçou-se sobre a memória pública da violação de mulheres e adolescentes alemãs no contexto da Segunda Guerra Mundial.


Últimas Publicações

Capítulo em Livro

Garraio, Júlia (2018), Den Erinnerungsort "Deutsche vergewaltigte Frau" umformulieren: Julia Francks Roman Die Mittagsfrau, in Dagmar von Hoff/ Brigitte E. Jirku/ Lena Wetenkamp (org.), Literarisierungen der Gewalt. Beiträge zur deutschsprachige Literatur. Berlin: Peter Lang, 117-130

Capítulo em Livro

Garraio, Júlia (2018), Speaking for the Voiceless? Luanda in Angolan Literature about the Civil War's Refugees, in Doris Wieser e Ana Filipa Prata (org.), Cities of the Lusophone World: Literature, Culture and Urban Transformations. Oxford: Peter Lang, 157-176

Capítulo em Livro

Garraio, Júlia (2017), Die deutsche Literatur und das Gedächtnis der sexuellen Gewalt im Zweiten Weltkrieg, in Ana Maria Bernado/ Fernanda Mota Alves/ Ana Margarida Abrantes (org.), Vom Experiment zur Neuorientierung. Forschungswege der Germanistik im 21. Jahrhundert. Berlin: Frank&Timme, 35-51