SUPERA <br>Promoção de Igualdade na Investigação e Academia

SUPERA
Promoção de Igualdade na Investigação e Academia

Período
1 de junho de 2018 a 31 de maio de 2022
Duração
48 meses
Financiamento
Comissão Europeia
Resumo

O projeto SUPERA visa combater as desigualdades entre mulheres e homens no mundo académico através da implementação de planos de ação para a igualdade de género (GEPs) em seis entidades do sistema científico europeias (onde se inclui a Universidade de Coimbra).

Entendendo as desigualdades de género no mundo académico enquanto fenómeno estrutural, transversal, complexo e multidimensional, o projeto pretende contribuir para a integração da dimensão de género nas políticas e práticas dos parceiros de implementação em quatro áreas-chave. Três das áreas correspondem objetivos definidos pela Comissão Europeia, nomeadamente no âmbito do Espaço Europeu de Investigação: (i) Remover barreiras ao recrutamento, retenção e progressão na carreira das mulheres; (ii) Eliminar os    desequilíbrios de género na tomada de decisão; (iii) Fortalecer a dimensão de género em programas de investigação e conteúdos educativos. A quarta área é transversal e respeita aos (iv) Preconceitos e estereótipos de género, frequentemente na base dos desequilíbrios de género observados nos domínios anteriores.

Encontra-se estruturado em três fases:

1. Planeamento: Análise organizacional aprofundada sobre situação das instituições em termos de igualdade de género e definição de uma estratégia e plano de trabalho [consultar principais resultados do diagnóstico da Universidade de Coimbra].
2. Implementação: Conceção e implementação planos de melhoria para a integração da dimensão de género em cada uma das áreas de ação-chave.
3. Avaliação: Análise dos progressos alcançados a partir de metas quantitativas e indicadores qualitativos.

Para atender à complexidade e multidimensionalidade do processo de implementação de planos para igualdade irá recorrer-se a metodologias de transformação e cocriação, como sejam: Polos/Hubs de igualdade de género (destinados à implementação no dia-a-dia dos GEPs, envolvendo todas as partes interessadas nas instituições); e Fab labs (estruturas temáticas ad hoc, de curta duração, destinadas à co-conceção de soluções inovadoras para serem testadas).

Resultados

O consórcio propõe-se implementar Planos de Igualdade de Género em dois tipos de entidades do sistema científico: universidades/instituições de investigação científica e organismos de financiamento do sistema científico.

Os Planos de Igualdade de Género ajudarão a articular uma compreensão mais profunda das desigualdades, estereótipos e enviesamentos de género no mundo académico, e irão suportar a inclusão da perspetiva da igualdade entre mulheres e homens nas entidades parceiras mediante a implementação de um conjunto de medidas agrupadas nas quatro áreas de ação acima referidas, de acordo com a prioridades da EU. [síntese geral do projeto]

Parceiros

Universidad Complutense de Madrid - Instituição Coordenadora
Università Degly Studi di Cagliari  (Itália)
Central European University (CEU) (Hungria)
Universidade de Coimbra (UC)/Centro de Estudos Sociais (CES)
Ministério de Economía, industria y Competitividad (MINECO)
Regione Autonoma della Sardegna (RAS)
YW Yellow Window (Bélgica)
SCIENCES PO Fondation Nationale des Sciences Politiques (França)

Palavras-Chave
igualdade de género, mudança institucional, género e investigação, instituições de investigação, instituições financiadoras de investigação, planos para a igualdade de género